Páginas

15.9.12

Felicidade

                           

               Ontem eu estava saindo da escola quando encontrei duas criancinhas lindas que sem ao menos me conhecerem abriram um enorme sorriso para mim, aquilo foi tão bom, e me fez tão feliz. Depois de uma manhã cansativa, depois de fazer uma prova de matemática com 25 questões e enfrentar as mesmas pessoas arrogantes de todos os dias eu recebo essa benção.

               Ultimamente eu ando ouvindo muito a frase "não consigo ser feliz", eu mesma há pouco tempo dizia isso quase todos os dias. Mas eu nunca havia parado para pensar no que realmente é a felicidade, o que me faz feliz; e o que me faz feliz são coisas tão simples e que muitas vezes passam despercebidas por meus olhos. É isso mesmo, são coisas simples. Como esses sorrisos tão abertos.

               A vida é curta demais para se correr diariamente atrás de uma coisa que já possuímos, porque a felicidade não vem de outro alguém e sim de nós mesmos. As pessoas tem a horrível mania de depositarem sua felicidade nas mãos de outra pessoa, elas vivem para encontrar sua “alma gêmea”, mas já pararam pra pensar que todo mundo já vem completo e que ninguém tem a obrigação de fazer o outro feliz, isso é apenas consequência quando duas pessoas se gostam e se sentem bem uma ao lado da outra.
 
              Também não acho que a felicidade deva ser o comprar de uma roupa de marca, ou receber presentes e elogios, isso pra mim tem outro nome, é pura dependência.

              A felicidade pra mim está na caminhada do dia-a-dia, no que evolui e onde cheguei, está no sair com os meus amigos pra um lugar tranquilo, conhecer pessoas novas e DIFERENTES, dançar sem me preocupar com meus movimentos, escolher uma roupa, cantar igual louca aquela música que amo, apostar corrida com meu irmão, pegar minha bicicleta e sair sem rumo por ai, postar coisas no blog, fazer textos, comer alguma coisa doce e ficar com aquele gosto bom na boca, ver o sol nascendo e a noite chegando, fazer um pedido a uma estrela, conversar com Deus, contar piadas que ninguém ri, fazer as pessoas sorrirem, na liberdade de falar o que penso, em receber um abraço, sonhar, estar ao lado daqueles que amo e principalmente, não fingir ser quem não sou, ser verdadeira comigo mesma. É justamente no simples e verdadeiro que eu encontro minha felicidade.


                                                                                                           Ana Eliza

1 comentários:

  1. Nossa. Que lindo flor :´) Esse post foi realmente puro e verdadeiro. Me emocionei ao ler e me identifiquei muito com o texto.

    Realmente, felicidade é isso.Ela está no simples e verdadeiro.

    Amei o blog ;) Seguindo e curtindo.

    Tem novo post no blog ;) Confira lá!!

    Beijinhos *-*

    http://sonhos-perdiidos.blogspot.com.br/2013/02/nunca-pare-de-sonhar.html

    ResponderExcluir