Páginas

11.10.12

Dor: "Ele terminou comigo, e agora?"

"Término de namoro é um assunto sempre muito complicado. Principalmente quando quem termina é o outro. Nunca passei por uma situação dessas, mas amigas minhas sim e sei exatamente o quanto é complicado.
Não quero parecer feminista, mas homem é um bicho estranho. Não que mulher não seja, mas homem tem umas manias loucas e ao que parece, contagiosas também. Digo isso porque sei o quanto os amigos influenciam em uma hora como essa.Saber lidar com essa situação, e dar a volta por cima é talvez uma das tarefas mais complicadas dessa nossa vida de tpms e salto alto. Depois do adeus, vem sempre o mais difícil: dizer olá para si próprio.
                   Para isso, tente nunca perder sua independência. Sua auto-estima e muitas outras coisas dependem diretamente disso, então busque sempre separar a vida amorosa das outras coisas. Tipo estudos, trabalhos e afins. A maioria dos homens não gosta de “ser tudo na vida de alguém”. Essa frase, sempre tão dita em declarações amorosas, para alguns caras, pode se tornar um motivo para dizer o tão temido adeus. Por que? Essa responsabilidade em uma mente inexperiente ou covarde pode ser complicada demais. Assumir um papel desses, logo na adolescência, quando a maioria dos namoros ainda não tem tantas pretensões, pode assustar.
                   Humilhação, jamais. Ninguém é obrigada a gostar de ninguém pra sempre, o amor pode sim “acabar”, mas o respeito, esse tem que ser eterno. E eu não estou falando só de respeito dele com você, mas sim com você para com você mesmo. É sempre difícil no começo. Fazer a durona e buscar orgulho em meio a tanta dor e saudade é uma tarefa que poucas pessoas conseguem fazer. Mas acredite, tentar com o tempo é conseguir.
Se ele pediu um tempo ou disse que o amor acabou, é porque ele realmente quer experimentar o gosto da liberdade. Justo. Como eu disse, ninguém é obrigado a ficar junto de ninguém. Como diz aquela sábia frase: ”Deixo livre as coisas que amo. Se elas voltarem é porque as conquistei, senão porque nunca as tive.”
                   É isso que deve ser feito. Ele jamais sentirá sua falta se você continuar ligando. Ou mandando mensagens. Ou fazendo qualquer coisa que te faça se sentir idiota e humilhada depois.
Chega uma hora no relacionamento, que você não pode nem deve mais escolher para o outro e sim simplesmente ser uma opção. Deixando sempre bem claro, que você não estará ali disponível para sempre.
                   No fundo, acho que se nós tivéssemos ideia de quantas pessoas diferentes existem no mundo ou se conhecêssemos grande parte deleas, sofreriamos bem menos amor. Ou pela falta dele.
A verdade é que quando um cara diz Adeus, seus defeitos simplesmente desaparecem. E só sobram lembranças. E angustias. E saudades. O amor que falta no outro, sobra por dentro, e transborda, em forma de lágrimas, gritos ou palavras.
                   Ligue para suas amigas. Atualize as redes sociais. Procure um daqueles trechos que dizem indiretamente “to bem e não preciso de você” (se precisarem de dicas de trechos só comentarem, tenho vários salvos aqui) e coloque no perfil. Mude a foto do msn. Apague o subnick melancólico. Esvazie sua página de recados. Desapareça com o álbum de vocês orkut e se possível, apague tudo seu no perfil dele. Parece bobeira, mas sempre que algo parecido acontecia comigo, eu fazia isso. E quer saber? Sempre melhorou. Ou eu esquecia o cara. Ou eu ele lembrava que eu existo (ser humano em geral é assim, só sente falta quando perde de verdade).
                  Visite o salão de beleza, mude a cor do seu cabelo ou compre roupas novas. Isso não fazer ele voltar para vocês, mas vai te manter destraida por algumas horas e ainda por cima te deixar mais linda e poderosa. Para outros caras aparecerem, ou até mesmo ele perceber o quanto foi idiota.
Lembre-se sempre, na vida real, os contos de fada não precisam estar no plural. O final pode ser feliz, mesmo com você sozinha comendo brigadeiro e assistindo filme da sessão da tarde. A felicidade é relativa e totalmente singular."


Autora: "Bruna Vieira ou @brunavieira tem 18 anos, mora em São Paulo e é escritora, colunista da Revista Capricho e blogueira. Nasceu no interior de Minas, formou-se como técnica em informática Industrial pelo CEFET-MG em 2011, mas o que gosta mesmo de fazer é transformar sentimentos em palavras. Criou o Depois Dos Quinze para superar uma desilusão amorosa, e agora vive por aí dizendo que aquele "adeus" mudou completamente sua vida (pra melhor!)."


2 comentários:

  1. nossa nunca tinha lido esse texto dela hehe adorei! eu ja passei por isso e é super chato viu mas a melhor coisa a se fazer e começar a pensar em voce e sim mudar o cabelo o look e fazer coisa que vc nao podia quando estavam juntos. Aos poucos as coisas vao melhorando, e sim passa mas deixa marcas hehe! bjãoooo

    hoje o sonhos perdidos faz 2 meses gosto do seu blog e ficaria feliz com a sua visita!

    sonhos-perdiidos.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Revirei o Depois Dos Quinze ontem e achei esse texto. P
    Passa mesmo Carol, mas as marcas são inevitáveis né? D:
    Já visitei seu blog, adorei seus textos!!! Parabéns :D

    ResponderExcluir