Páginas

1.10.12

Para Sempre É Muito Tempo

 
 

               Uma mensagem, um grito, uma lágrima escorrendo. Uma dor que veio do fundo da alma, um turbilhão de sensações, outro grito abafado saltando de dentro do peito, uma ferida que começava a se abrir, socos na parede, mordidas no travesseiro para abafar o choro. Pronto. O mundo escorregou de minhas mãos. Aquele amor imperfeito se foi, o perdi.

               Foram noites em claro tentando entender o porquê, dias com olhos inchados, pensamentos absurdos, humilhações, mais choros e a dor só crescia. Duvidava do poder que o tempo tinha para curar, duvidava até mesmo que aquela dor poderia ser cessada algum dia. Mas me enganei. O tempo me provou que tem sim o poder da cura, e que em alguns casos ele, e só ele pode melhorar situações.

               Eu ouvi muitas vezes o tal do “para sempre” e também o usei muito nos fins de nossas conversas, mas nós não nos dávamos conta de que para sempre é muito tempo. Não sabíamos (ou sabíamos), mas não queríamos que fosse verdade que algum dia essa relação teria fim, carregávamos um ao outro nas costas nos esquecendo que isso não é obrigação de ninguém.

               Acho que depois de um tempo nós nos esquecemos do real significado do amor, alias, qual é mesmo esse significado? Se é que ele existe, é claro. O amor é para aqueles que são puros e possuem beleza na alma, para quem arrisca e se deixa entregar.

               Eu nunca quis te ver partir. Eu planejava um futuro todo e me esquecia do presente. E você me deixou ir, ainda está me deixando ir, mas que fique claro que não vou voltar. Não me arrependo de nada, tivemos nosso tempo e ele foi bem aproveitado, e de sobra ainda tiramos uma enorme lição de tudo isso. AS COISAS NÃO DURAM PARA SEMPRE. Isso só existe nos contos de fadas, a vida real é bem diferente.

 
 

2 comentários:

  1. Legal o texto, vc mesma que escreveu?
    gostei bastante :)
    sempre acreditei nisso, meus amigos até falam que eu sou pessimista pq falo que nada vai dura para sempre.

    http://manguitarosa.blogspot.com.br/

    beijooos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Ceci,fui eu sim, o textos aqui do blog sou eu e alguns a Isabel que escreve. Pode ter certeza de que quando não for nosso deixaremos o nome do autor.
      Obrigada, e eu não acho pessimismo, você etá sendo realista, apenas isso. Beijo!

      Excluir