Páginas

3.7.13

Nosso Ponto Final

Doeu muito quando você foi embora! Eu chorei durante dias seguidos, senti sua falta a cada respiração, senti falta do seu abraço, do seu carinho. Senti falta das suas piadas e das caretas que você fazia quando me queria sorrindo. Senti falta do seu perfume, de ter seu cheiro nas minhas roupas. Senti falta das suas ligações, das mensagens que lotavam minha caixa de entrada e de cada bom dia. Senti falta do calor que eu sentia com a sua aproximação, de ter as minhas mãos nas suas. Senti falta, principalmente, da sua voz!

Essa é a parte que me choca. Outro dia eu tentei me lembrar do meu som favorito, e sua voz não me veio a mente. Não consegui reviver o som que me acalmava. Olhei suas fotos sem chorar. Lembrei-me de cada momento que tivemos juntos e não senti mais a extrema necessidade de ter sua presença. Minhas lembranças eram apenas... lembranças! Memórias de um passado finito, de um amor que teve fim. E como é triste o fim. Digo, terminar uma relação é triste, mas é ainda pior quando o que acaba é o amor. E o meu chegou ao final.

Não é com prazer que digo isso, pois é duro saber que a pessoa a quem você entregou seu coração não voltará mais. É triste saber que os momentos não iram passar de lembranças. Você consertou meu coração, o colocou em seu devido lugar, me entregou o seu e eu te dei o meu em troca. E eu acreditava que quando se troca o coração não tem mais volta. Mas me enganei. Você pegou o seu de volta, e pior ainda, devolveu o meu em pedaços.

Nossa história foi como escrever um livro. Uma dessas histórias que começam lindas, encontram um drama bem no meio e ai, por infelicidade, conhecem seu fim... um ponto final! E como em todo texto, o ponto final nos obriga a encerrar ciclos, parágrafos, trechos. Nos obriga a finalizar a antiga história e a partir para o próximo capitulo.

5 comentários:

  1. Lindo seu texto
    Tem 5 on 5 de julho lá no blog! Vem ver as fotos!
    http://www.momentosassim.com/2013/07/5-on-5-julho.html

    ResponderExcluir
  2. "Nossa história foi como escrever um livro. Uma dessas histórias que começam lindas, encontram um drama bem no meio e ai, por infelicidade, conhecem seu fim... um ponto final! E como em todo texto, o ponto final nos obriga a encerrar ciclos, parágrafos, trechos. Nos obriga a finalizar a antiga história e a partir para o próximo capitulo."

    Adorei a comparação com o livro no fim do texto, ficou lindo, você soube usar as palavras. Parabéns, lindo texto, Ana!

    Beijos :D

    ResponderExcluir