Páginas

3.2.14

Querido Passado

Querido passado, 
Como anda você? Ainda pensa em mim? Porque sabe, não teve um só dia em que eu não tenha pensado em nós. Chorado por nós! A vida as vezes da voltas surpreendentemente inesperadas, que chegam do nada e transformam toda aquela estabilidade em bagunça, e vamos combinar? É uma droga! Eu sei, nós não estávamos dando certo, o início, como em todo namoro, foi um sonho, mas com o tempo o pesadelo das brigas começou a tomar posse e não soubemos lidar com isso. Não te culpo, até porque no começo eu sofri calada, me acostumei com a sua falta de atenção, com a ausência do carinho, e quando decidi expor a maneira como andava me sentindo já era tarde demais para mudar, e não mudou. Mas eu sei, sofrer calada também é um erro dos graves. Pode até ser o seu jeito, porém ele é muito oposto ao meu. Ao meu ver, amor é algo que você demonstra até mesmo sem necessidade, algo que te faz querer ser bobo, irritantemente pegajoso e que trás saudade de cinco em cinco minutos, ou até menos. Você não me mostrou isso, não segurou minhas mãos quando precisei, muito menos me fez sentir como se eu fosse única no mundo, e isso não era para alimentar meu frágil ego, porque eu tenho plena consciência de que não sou única, mas eu precisava saber que você não queria qualquer outra pessoa no meu lugar. Mas você não disse isso, e eu, como todo humano normal, não tenho paciência de esperar, e admita, aguentei até demais. A vida me surpreendeu novamente, um dia eu acordei e resolvi que devia parar de insistir e assumir que não havia mais jeito, então me desculpe pelo fim que dei, mas ele foi necessário. Depois de muito quebrar a  cara eu aprendi que devo colocar a minha felicidade e bem estar acima de qualquer outra coisa, ou pessoa, mesmo as que eu amo muito. O foda? Ah, é que eu ainda gosto de você! Não me arrependi do que fiz, porque no meio da briga eu percebi que em nenhum momento você me pediu pra ficar, e um simples "não me deixa" teria feito toda a diferença. O tempo é milagroso. Não ouso dizer que ele cura, mas ele nos amadurece e faz-nos ver a situação de um jeito diferente, nos ajuda a suportar, ameniza, na verdade. Desde o inicio eu sabia que não seria para sempre, mas dói saber que o fim quebrou tudo o que eu sonhei pro futuro. Se eu fui feliz? Fui, você sabe que sim, por um bom tempo os sorrisos ficaram petrificados em meu rosto, e você era razão da maior parte deles. Terá um retorno? Mais uma vez aguardo o precioso tempo para nos dar essa resposta. Mas por hora, este é o fim. Desculpa por te chamar de passado, o que eu amei está nesse lugar, e eu gostaria muito de traze-lo para o futuro, ou melhor, para mim. Seja feliz.

1 comentários:

  1. Uau, este texto é seu?
    Que lindo!
    Parabéns!
    http://yssagomes.blogspot.com.br/2014/02/happy-birthday.html

    ResponderExcluir